Menu fechado

Antônio Bivar

Antônio Bivar

Antônio Bivar: Certamente ele foi um dos nomes mais importantes da dramaturgia brasileira. O escritor Antônio Bivar produziu ao longo de sua vida diversas obras teatro, com algumas sendo tão bem aceitas pelos críticos que acabaram premiadas. Antônio Bivar chegou a exercer a profissão de ator, porém suas maiores contribuições foram mesmo como autor e escritor, onde possui muito prestígio e reconhecimento pelos fãs e profissionais do meio.

Dentre as peças teatrais de autoria de Antônio Bivar a obra Cordélia Brasil foi a grande campeã do prêmio Molière, que já foi extinto, do ano de 1968.

Antônio Bivar também colaborou para que o Brasil tivesse uma identidade cultural artística, além a sua extensa lista de obras que incluem livros do gênero dramático, biografias e peças teatrais, ele também foi integrou a contracultura brasileira, que teve seu ápice durante a década de setenta, mas também foi forte nos anos 60 e no início da década de 80. Antônio Bivar foi idealizador de festivais musicais nesse período.

A biografia de Antônio Bivar

A biografia de Antônio Bivar tem como o ponto inicial a data correspondente ao vigésimo quinto dia do mês de Abril do ano de 1939. Esse ano foi extremamente conturbado no cenário mundial, pois nele deu-se início a segunda guerra mundial. Porém, também é o ano em que o escritor é concedido para o Brasil, de acordo com a Biografia de Antônio Bivar.

Diz a biografia de Antônio Bivar que o diretor teatral é oriundo da maior metrópole do país, a terra da garoa, a capital paulista, São Paulo. E por lá ele passa uma boa parcela de sua infância, pois ele alternava entre a capital e a cidade de Ribeirão Preto, que integra o interior do mesmo estado é economicamente uma cidade importante na região. Entretanto, segundo a biografia de Antônio Bivar, ele seus estudos o fizeram sair do eixo São Paulo, Ribeirão Preto em direção a outro estado no Sudeste brasileira.

A história de Antônio Bivar

A história de Antônio Bivar conta que ele saiu do estado de São Paulo em direção ao Rio de Janeiro, a fim de estudar sobre teatro no Conservatório Nacional de Teatro, local onde consegue concluir seus estudos. Segundo a história de Antônio Bivar, sua primeira peça vai aos palcos cariocas no ano de 1968. O seu grande sucesso fez com que ela fosse apresentada nos teatros paulistas. E posteriormente ela seria sucesso Brasil afora também.

Onde nasceu Antônio Bivar?

Ele nasceu na cidade de São Paulo, morou no interior ainda na infância e estudou no Rio de Janeiro, posteriormente.

O que é Punk, de Antônio Bivar?

O livro “O que é Punk” foi escrito pelo diretor. E ele aborda a respeito do movimento Punk ao longo da obra, onde ele afirma não ser apenas música, mas sim um forma de atitude.

Como morreu Antônio Bivar?

O dramaturgo veio a óbito devido a complicações respiratórias em decorrência de um vírus que alastrou-se em larga escala no Brasil.

A história de Antônio Bivar tem sequência com várias peças de sucesso. Posteriormente ele vai morar na Europa, em território britânico, mas não de forma espontânea, ele foi exilado. Em um de seus livros ele conta a história de Antônio Bivar na Inglaterra, que teve duração de um ano, em uma semana. Uma espécie de autobiografia. Durante sua passagem pelo velho continente ele teve contato com diversos artistas brasileiros que estavam exilados por lá também.

Antônio Bivar teatro

A passagem de Antônio Bivar no teatro brasileiro foi memorável. Autor de grandes peças ele foi premiado tanto no Brasil como no Exterior. Curiosamente sua maior premiação foi graças a sua primeira obra, “Cordélia Brasil”, que a princípio foi apresentada no Rio de Janeiro. Seu estrondoso sucesso fez ele concorrer ao prêmio Molière, que era francês e não é reeditado desde o ano de 1994 devido a falta de patrocínio. Outra peças do diretor como “Alzira Power”, que teve bastante popularidade e aceitação também.

Os livros de Antônio Bivar

Como escritor sua obra também não é delgada, os livros de Antônio Bivar são mais de uma dezena, e começaram a ser publicados ao longo da década de oitenta. O livro “O que é Punk” foi o primeiro deles, há muitas pessoas que dizem que esse é o mais popular entre os livros de Antônio Bivar, ele fez muito sucesso por abordar um pouco da cultura Punk, que foi muito popular na Inglaterra, local onde ficou exilado durante um ano.

Outro dentre os livros de Antônio Bivar que foi bastante popular foi “Yolanda”, que teve sua primeira publicação no ano de 2004. O título também funciona como uma espécie de biografia de Yolanda Penteado, que foi socialite e integrante de uma das mais tradicionais famílias cafeeiras do Brasil. Os livros de Antônio Bivar também contam com títulos como “Aos quatro ventos” e “Contos atrevidos”, respectivamente dos anos de 2016 e 2009.

Os filhos de Antônio Bivar

Não se sabe muito a respeito de os filhos de Antônio Bivar, mesmo ele escrevendo uma autobiografia. Porém, uma conclusão que podemos tirar de sua vida pessoal é que ele arrasou muitos corações, o que é mais interessante que os filhos de Antônio Bivar. Uma da pessoas que receberam sua flechada foi a atriz Micheline Presle, de nacionalidade francesa, com quem o brasileiro manteve relações por um breve período, mas não chegaram a casar-se.

Mesmo sabendo pouco sobre os filhos de Antônio Bivar, sabemos que ele teve uma relação com Jenny Thompson. Essa sim foi duradoura, ele mantiveram uma relação matrimonial durante longos 15 anos que só foi interrompida pelo falecimento da britânica, que exercia função de editora. O relacionamento iniciou-se no ano de 1993 e chegou ao fim em 2008. A vida pessoal de os filhos de Antônio Bivar não é muito exposta a mídia como os seus relacionamentos foram.

A morte de Antônio Bivar

No quinto dia do mês de Julho do agitado ano de 2020 o dramaturgo faleceu, num hospital particular na zona sul de sua cidade natal, São Paulo. Sua internação se deu a complicações respiratórias, que foram decorrentes de uma doença viral de contágio extremamente dinâmico, e alastrou-se em larga escala tanto no Brasil como em diversos países em todos os continentes. Seu óbito se deu aos oitenta e um anos de idade, e seu último livro foi lançado no ano de 2019, um ano antes de sua morte. Ele sempre será lembrado pela sua contribuição cultural.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *