Menu fechado

Karl Marx

Karl Marx

Karl Marx: Muitos podem o chamar de sociólogo, outros de economista, historiador e jornalista. Estas últimas são outras atribuições que também competem a ele, mas talvez a mais comum atribuição que Karl Marx recebe seja revolucionário. Embora seja originário de território hoje alemão, o barbudo é considerado apátrida, ou seja, Karl Marx é considerado como uma pessoa que não possui nacionalidade.

Karl Marx foi um grande estudioso de economia, sua obra “O Capital” é constantemente solicitada em cursos de graduação na área.

Karl Marx sempre foi muito ativo na política e possui posicionamento forte, tanto que chegou a ser exilado e por muitas pessoas é considerado uma figura subversiva. Karl Marx também recebe o título de um dos pilares da social ciência moderna, ao lado do alemão Max Weber e do francês Émile Durkheim, que juntos contribuíram com suas obras para a estruturação da sociologia como é vista hoje.

A biografia de Karl Marx

A biografia de Karl Marx tem sua gênese no longínquo ano de 1818, em cinco de Maio. Ou seja, o taurino pertence ao século XIX. A biografia de Karl Marx diz que ele é oriundo da cidade de Tréveris, que é considerado uma história cidade no território alemão, posicionada no sul do país, faz divisa com nações como a França e Luxemburgo. A cidade foi fundada no primeiro século antes de Cristo.

O sociólogo é fruto do casamento do advogado Herschel Marx e da judía Henriette Pressburg, segundo a biografia de Karl Marx. Ele possuía mais oito irmãos e teve como esposa Jenny von Westphalen, com quem se casou no mês de Junho do ano de 1843. Consoante a biografia de Karl Marx o casal teve nada mais, nada menos que sete filhos sendo que a primogênita veio com um ano de casamento.

A história de Karl Marx

A história de Karl Marx diz que a princípio ele ingressou num curso de direito, na universidade de Bonn, porém ele passou a se interessar por filosofia durante a graduação, perdeu a interesse pelo direito, abandonou o curso e foi se tornar filósofo na Universidade de Berlim, onde começou a se familiarizar com um posicionamento voltado à esquerda. Durante o seu período universitário, algumas revoluções começaram na Alemanha, segundo a história de Karl Marx.

Onde Karl Marx nasceu?

Embora o filósofo seja considerado apátrida, ele nasceu em terras alemãs, na cidade de Tréveris.

Onde Karl Marx trabalhou?

Como Karl Marx não conseguiu ministrar aulas na universidade, ele acabou trabalhando em jornais durante um bom período de sua vida.

Onde Karl Marx morreu?

O sociólogo veio a falecer em território britânico, na capital Londres, aos 64 anos de idade.

A história de Karl Marx conta que ele conseguiu o título de doutor em filosofia, porém ele não conseguiu ingressar na carreira acadêmica para lecionar em universidades. Todavia, ele começou a escrever artigos para periódicos alemães. Seus esforços no ofício foram frutíferos, tanto que ele torna-se responsável pela direção da Gazeta Renana, um jornal na cidade de Colônia. Lá ele passa a ter convívio com Friedrich Engels, que viria a ser co-autor de uma das mais importantes e famosas obras do sociólogo, “ O Manifesto Comunista”, de acordo com a história de Karl Marx.

Os filhos de Karl Marx

O casamento de Karl Marx renderam sete filhos ao casal, sendo eles, em ordem cronológica: Jenny Caroline, Jenny Laura, Edgar, Henry Edward, Jenny Eveline, Jeny Julia Eleanor e o último acabou falecendo ao longo da gestação. Uma infeliz realidade é que quatro deles morreram na infância, incluindo o natimorto. Jenny Caroline, a primogênita, casou-se e teve seis filhos. Dentre as filhas de Marx que chegaram à fase adulta, ela foi a primeira a falecer, aos 38 anos de idade ela teve complicações com câncer e veio a óbito. Julia Eleanor acabou por cometer suicídio, desamparada com o infidelidade de seu cônjuge ela envenenou-se por volta dos 43 anos de idade. Já Laura também cometeu suicídio, mas ao contrário de Eleanor ela cometeu junto ao marido após concluírem que viver não valia a pena.

Quem foi Karl Marx

A pergunta: “quem foi Karl Marx?” é bem ampla. Uma das respostas é: ele foi o autor do livro “O manifesto Comunista” que faz fortes críticas ao sistema econômico global vigente, o capitalismo. Nele, Marx relata seu ponto de vista do sistema como só havendo duas classes antagônicas, a burguesia, que detém os meios de produção e o proletariado que é quem produz em troca de salário. Essa seria uma boa resposta para quem foi Karl Marx.

Uma outra possível resposta para a pergunta quem foi Karl Marx é que: ele foi um dos três pilares da construção da sociologia. Ao lado de Weber e Durkheim. Sua obra serviu como base para estruturar essa ciência, e seus livros são até hoje solicitados em cursos tanto de economia como em sociologia, principalmente “O Capital” que foi a sua grande obra. Esta seria uma resposta satisfatória para quem foi Karl Marx.

Frases de Karl Marx

Dentre as frases de Karl Marx algumas chamam bastante a atenção, como “O último capitalista que enforcarmos será aquele que nos vendeu a corda.”. Essa frase é um dos exemplos pelo que o autor do manifesto comunista era tido como uma pessoa radical e até mesmo subversiva. Era constante para ele articular críticas em relação ao sistema econômico vigente, porém essa se destaca entre as frases as frases de Karl Marx por ser tão extrema.

Outra que está entre as frases de Karl Marx e é bem difundida é: “A história de todas as sociedade até hoje existentes é a história das lutas de classes.”. Esse sentença trás um pouco da ideia que ele defende no manifesto do partido comunista, onde ele defende a teoria que existem duas classes antagonistas e a história gira em torno de duela entre elas. As frases de Karl Marx neste livros corroboram para fortalecer e propagar esta ideia.

Karl Marx O Capital

A obra “O capital” é o principal trabalho de Karl Marx, ele é um compilado de livros do autor que trazem informação e críticas a respeito do sistema econômico capitalista. A obra é recheada de termos técnicos e de conceitos que são bastante difundidos no ensino superior como a “mais valia”, salário” os conceito de “capital” e suas derivações. A obra também aborda o meio de produção do sistema, que geralmente é o estopim para a luta de classes. No livro também é possível encontrar críticas ao trabalho do liberal Adam Smith, que é um dos pilares do liberalismo econômico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *