Menu fechado

Luiz Gonzaga

Luiz Gonzaga

Luiz Gonzaga: Ele foi o autor da popularíssima música asa branca. E também foi responsável por levar a todos os cantos do Brasil um pouco da cultura e das tradições nordestinas. Estamos falando de Luiz Gonzaga, uma das figuras mais grandiosas que são capazes de representar uma região inteira. Quando nos referimos a Luiz Gonzaga, a imagem de seu chapéu tradicional e suas vestimentas vem a cabeça, pois ele tinha orgulho de usá-las.

Luiz Gonzaga foi um grande compositor e artista brasileiro. Sua principal música é asa branca, que parece ser anacrônica.

Luiz Gonzaga não usava apenas roupas tradicionais da região nordeste. Ele fazia uso de instrumentos tradicionais, e ritmos locais. Suas composições muitas vezes temas pertinentes a região. Luiz Gonzaga não apenas disseminava a cultura nordestina, mas os temas abordados muitas vezes carregavam críticas sociais referentes a dificuldade que seu povo passava e o descaso que eles sofriam. O sertão que enfrenta graves problemas com a seca é um dos temas.

A biografia de Luiz Gonzaga

A biografia de Luiz Gonzaga tem início no décimo terceiro dia do mês de Dezembro do ano de 1912. O sagitariano tem como local de origem o município de Exu, que fica localizado no estado de Pernambuco, e é uma das cidades que fazem fronteira com o estado do Ceará. A biografia de Luiz Gonzaga conta que ele nasceu numa simples casa que distava mais de dez quilômetros da região urbana da cidade. Cidade essa que fica distante da capital Recife.

Uma curiosidade que consta em a biografia de Luiz Gonzaga é que o seu primeiro nome foi uma homenagem a festa que ocorre no dia de seu nascimento, a festa de Santa Luzia, a data e a festa tem caráter religioso. De acordo com a biografia de Luiz Gonzaga, ele é filho do casal Ana B. de Jesus e Januário dos Santos. Ela era apelidada de “Mãe Santana” enquanto ele exercia funções manuais em latifúndios.

A história de Luiz Gonzaga

A história de Luiz Gonzaga diz que foi junto a seu pai que ele aprendeu a manusear instrumentos musicais. Com pouca idade ele deu início a suas apresentações públicas, que poderiam ocorrer em feiras, bailes ou eventos do gênero. De acordo com a história de Luiz Gonzaga, ele era acompanhado de seu próprio pai nas primeiras aparições em público. A categoria musical que mais apresentou foi o baião, que se trata de um gênero regional muito popular no Nordeste brasileiro, que ele fez questão de carregar por toda carreira.

Onde Luiz Gonzaga nasceu?

Luiz Gonzaga é oriundo da simpática cidade de Exu, localizada em Pernambuco, extremidade do estado, faz divisa com CE.

Onde Luiz Gonzaga viveu?

Uma boa parte de sua infância e adolescência foram no Nordeste, graças ao exército foi para o Sudeste, onde fez carreira musical, especialmente no Rio de Janeiro.

Onde Luiz Gonzaga começou a se apresentar?

Ele começou em pequenos eventos ainda na infância, mas começou a ter sucesso mesmo tocando no Rio de Janeiro a fim de acumular dinheiro para voltar a sua terra natal.

Segundo a história de Luiz Gonzaga, ele foi alfabetizado pelas filhas do Coronel Manuel de Alencar, próximo da maior idade ele listou-se no exército em busca de uma melhor vida. No exército ele passou a rodar o Brasil, em Minas Gerais teve a oportunidade de aprimorar suas técnicas musicais com Domingos Ambrósio. Consoante a história de Luiz Gonzaga, foi no Rio de Janeiro, por sugestão de um colega que ele passou a tocar em bares e outros estabelecimentos. Fez tanto sucesso que foi convidado a acompanhar G. Arruda numa gravação. Sua atuação foi tão surpreendente que recebeu uma proposta para uma gravação própria. A partir daí começou a ganhar as rádios com suas canções nordestinas.

Asa Branca de Luiz Gonzaga

”Asa Branca” talvez seja a faixa mais famosa do autor. Ela projetou a cantor e compositor a nível nacional e ela não é uma simples canção. Os instrumentos nela tocados são instrumentos típicos do povo nordestino e a letra dela carrega uma crítica, que expõe para o Brasil a situação dos sertanejos que a anos enfrentam problemas com as grandes secas. A canção já foi regravada por inúmeros artistas. Nove anos antes da música ser lançada, o escritor Graciliano Ramos havia publicado o livro “Vidas Secas” que aborda o mesmo tema, logo “Asa Branca” corroborou para que o tema tivesse visibilidade e passasse a ter mais atenção dos governantes brasileiros.

A triste partida de Luiz Gonzaga

”A triste partida de Luiz Gonzaga” foi um dos seus discos. Esse tem uma história um pouco peculiar. Quando foi lançado, as obras do autor estavam em baixa, a Bossa Nova estava dominando completamente o mercado musical brasileiro, era absoluta nas rádios de todo o Brasil. A situação ia tão mal que “A triste partida de Luiz Gonzaga” foi pensada para ser a despedida de sua carreira musical. A capa não conta com a presença do compositor, que emprestava seu rosto para estampar as capas de seus álbuns.

O álbum “A triste partida de Luiz Gonzaga” acabou por se tornar um sucesso e o fez desistir de encerrar a carreira. O autor preencheu as faixas do disco com diversas músicas de autores nordestinos, uma delas que ele ouviu um camponês cantando, e foi atrás do autor para poder lançá-la. Colheu letras tanto com cantigas mais melancólicas como as alegres, porém sempre visando a música nordestina. Inclusive uma das músicas de “A triste despedida de Luiz Gonzaga” era de autoria de seu filho Gonzaguinha, que a compôs na adolescência.

As músicas de Luiz Gonzaga

Dentre as músicas de Luiz Gonzaga, certamente a mais popular é asa branca que fala sobre o Sertão brasileiro. Porém, ele tem uma gama muito vasta além desta canção. Um grande sucesso que se destaca entre as músicas de Luiz Gonzaga é “Baião de Dois”, a música leva o nome de uma comida típica da culinária nordestina e foi lançada bem no início da década de cinquenta, ela tem um ritmo relativamente rápido e é bem alegre.

As músicas de Luiz Gonzaga trazem, de forma majoritária, características da região onde o autor nasceu. Isso não é diferente da música “Juazeiro” , que foi lançada no final da década de quarenta. Nela o eu lírico conversa com um juazeiro, uma árvore típica nordestina, onde ele questiona onde estaria o seu amor que não volta e questiona se ela já possui um novo amor. A música tem uma carga emocional, e essa é uma característica presente em as músicas de Luiz Gonzaga.

A morte de Luiz Gonzaga

Luiz Gonzaga teve uma relação com Odaléia dos Santos, que estava grávida. Ele assumiu o garoto, que mais tarde tornaria-se Gonzaguinha, e antes do filho ter dois anos a mãe morreu. Luiz Gonzaga passou a relacionar-se com Helena Cavalcanti, que para manter o relacionamento exigiu que Gonzaguinha não morasse com eles. Luiz cedeu a pressão da nova companheira e crescer longe do pai foi o estopim para a rebeldia de Gonzaguinha, que durante uma boa parte da vida rejeitou o pai por isso. Após muitos anos eles voltaram a se entender. Nos últimos anos de sua vida, Luiz Gonzaga sofreu com fragilidade nos ossos e veio a óbito em decorrência de uma parada cardíaca, no ano de 1989. Seu enterro ocorreu na cidade de Exu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *