Menu fechado

Machado de Assis

Machado de Assis

Machado de Assis: A literatura brasileira tem diversos autores fantásticos, porém, nenhum é tão grandioso como Machado de Assis, o criador de cínico Bento Santiago, da dissimulada Capitu, do famigerado defunto Brás Cubas e do louco Quincas Borba. Os personagens de Machado de Assis são marcantes, tem profundidade, são complexos. Alguns com um ego tão grande que não cabem nesse mundo, tem que vir do outro lado da vida para serem descritas.

O autor Machado de Assis tem obras que podem ser consideradas atuais até hoje, muitas de suas críticas são perceptíveis na sociedade atual, sendo que o estilo único do escritor as tornam muito valiosas em questão literária.

Machado de Assis tem livros que podem ser considerados essenciais para a literatura brasileira. Uma curiosidade é que mais de 140 anos após o lanchamento de Memórias póstumas de Brás Cubas, o livro parece ter sido descoberto pelos Yankees, e tornou-se um bestseller em Nova York recentemente. A maior parte dos livros de Machado de Assis são da corrente realista, e repletos de ironia e referências, sendo essas tantas que mesmo lendo o livro diversas vezes algumas podem passar despercebidas.

A biografia de Machado de Assis

A biografia de Machado de Assis começa no vigésimo primeiro dia do mês de Junho de 1839. Ele era carioca, filho de Francisco F. De Assis e Inácia M. Rosa, um fato curioso é que seus para foram eram alfabetizados, o que não era recorrente em escravos que possuíam carta de alforria. De acordo com a biografia de Machado de Assis, ele começou seus estudos ainda jovem no Rio de Janeiro. Por volta dos dez anos de idade perdeu a mãe, anos depois o pai, e foi criado por sua madrasta, que havia casado com seu pai após o óbito de sua mãe.

Onde Machado de Assis nasceu?

Ele é oriundo do Rio de Janeiro, até então capital do Brasil, mais precisamente do Morro do Livramento.

Onde Machado de Assis estudou?

O escritor estudou em um colégio público de São Cristóvão. Porém, ele gostava de aprender línguas, sendo que as aprendeu com colegas, outros escritores e até mesmo com um padeiro na infância (no caso o francês).

Onde Machado de Assis viveu?

O famoso escritor nasceu e morreu no Rio de Janeiro, a vida dele majoritariamente se passa na capital carioca.

Os anos se passavam e ele dominou a língua francesa. Conforme a biografia de Machado de Assis, o jovem aos 17 anos de idade passou a trabalhar com a imprensa, onde pode conhecer Manuel de Almeida (Outro escritor brasileiro). Este o incentivou na literatura. Posteriormente na Biografia de Machado de Assis, ele passou a elaborar crônicas para periódicos e revisar textos que seriam impressos. Aos 21, ele recebeu um convite para trabalhar no Diário do Rio de Janeiro.

A história de Machado de Assis

A história de Machado de Assis segue em acensão, com 26 anos de idade ele funda a “Arcádia Fluminense”, uma sociedade em que ele pôde ter mais contato com o núcleo literário e artístico brasileiro como José de Alencar. Com mais dois anos a história de Machado de Assis teria outro fato relevante, ele viria a ser nomeado diretor-assistente do Diário Oficial, pelo próprio Dom Pedro II. Ele viria a se candidatar ao cargo de deputado, mas retirou a candidatura rapidamente. A essa altura da vida ele já dominava a língua Grega e já tinha contato com o Inglês.

O talento literário junto e a fama que tinha pela destreza com a língua lhe renderam frutos. A história de Machado de Assis tem uma nova acensão, ele recebe uma promoção da princesa Isabel e os frutos de suas cronicas e textos o fizeram ter uma nova posição social, com muito mais prestígio que quando nascera. Machado viria a se apaixonar e casar com Carolina de Novais, de origem portuguesa, e também seria um dos mentores da Academia Brasileira de Letras, da qual ele foi o primeiro presidente, no ano de 1897. Os anos se passaram, ele entrou em depressão com a morte da esposa e com quase setenta anos de idade ele faleceu de arteriosclerose, na madrugada de 29 de Setembro do ano de 1908, encerrando a história de Machado de Assis.

Machado de Assis e as escolas

Sempre entre os livros escolares é possível encontrar alguma obra de Machado de Assis como exigência. Seus livros servem de debate para diversos temas, sendo que em faculdades de direito é possível fazer a atividade “o julgamento de Capitu”. As listas de vestibulares também recorrem muito as obras do autor, pois ela são recheadas de figuras de linguagem o que é ótimo para elaborar questões de interpretação de textos. É possível elaborar tópicos sociais através da obra, isso as fazem bem requisitadas no âmbito escolar. Antigamente era possível encontrar professores sugerindo a leitura das obras na quarta série, hoje em dia é mais comum serem sugeridos como leitura para o ensino médio pois ela necessitam de uma maturidade por parte do leitor para compreender algumas sutilezas e charmes do autor.

As obras de Machado de Assis

As obras de Machado de Assis são pertencentes em sua grande maioria ao realismo, pelo menos as mais famosas, porém o autor desenvolveu obras que pertenciam ao romantismo, mesmo que já apresentassem traços da escola seguinte, como é o caso do romance “Helena”. As obras de Machado de Assis como “Dom Casmurro”, “Quincas Borba” e “Memórias póstumas de Brás Cubas” são realistas, sendo que esta última iniciou a corrente realista no Brasil. De modo geral elas tendem a ser não subjetivas, racionais e sem maniqueísmo, praticamente o oposto do que romantismo apresenta.

As obras de Machado de Assis possuem um estilo próprio. Com abundância de figuras de linguagem como a ironia, alusão, elipses e muitas vezes um uso ácido da função metalinguística as obras de Machado de Assis são um deleite para quem aprecia a literatura. As obras não são nem de longe rasas, elas fazem crítica a burguesia e alfinetam outras vertentes literárias como o naturalismo (que foi paralela ao realismo), abordam temas polêmicos, como o adultério e o mais importante é que sempre mantém um humor bem sofisticado e referências externas que trazem novos pontos de vista para o leitor dependendo do repertório que este possui.

Poemas de Machado de Assis

Machado de Assis também escreveu poemas, embora o autor sempre seja lembrado pelos seus contos e livros ele também esbanjou talento em seus poemas, como “A Carolina”. Assim como todas as obras dele, a digestão e compressão dos poemas não são lá dos mais simples. Ainda mais numa modalidade em que a estética é mais importante que a mensagem, embora um bom poeta consiga juntar os dois numa mesma obra. Eles não são muito grandes no quesito volume, mas valem a pena serem lidos, são recheados de referências e figuras e linguagem assim como as suas obras de modo geral.

Os livros de Machado de Assis

Os livros de machado de assim merecem uma prateleira única para eles. Durante um bom tempo ele escreveu para jornais e teve contos e cronicas impressos em periódicos no Rio de Janeiro, como as obras foram muitas nesse formato é possível encontrar livros que são compilados de obras do autor. Os livros de Machado de Assis em si podem ser considerandos atuais, pois muitos tópicos abordados pelo autor ainda podem ser vistos na sociedade.

Dentre os livros de Machado de Assis dois merecem muito destaque, “Memórias póstumas de Brás Cubas” recentemente se tornou um bestseller em NY, o livro é narrado por um defunto, começa pelo fim da vida do narrador apenas para não ser cronologicamente convencional. O narrador abusa da metalinguagem e sua ironia é suave e afiada. Já a obra “Dom Casmurro” é por muitos considerada a maior obra literária brasileira, o narrador Bento Santiago apresenta sua história e tenta convencer o leitor a respeito do adultério de sua esposa. Porém, só temos informações vindas do narrador, podendo elas serem subjetivas do ponto de vista de um julgamento. Sendo que a única pessoa capaz de dizer se houve ou não adultério é o próprio autor. Em hipótese alguma que os livros de Machado de Assis se resumem a esses, mas suas principais características podem ser facilmente encontradas nesses dois citados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *