Menu fechado

Max Weber

Max Weber

Max Weber: Ele foi um intelectual germânico, suas maiores atuações se deram no campo da economia e da sociologia, entretanto diversas outras áreas das ciências humanas foram influídas por Max Weber, vide exemplo a administração, o direito e os estudos políticos de uma forma geral. Max Weber é uma das personalidades mais conhecidas da política alemã, sendo ele um dos condutores responsáveis pelo tratado de Versalhes, que colocou um ponto final da primeira guerra mundial.

Max Weber foi o autor de “A ética protestante e o espírito do capitalismo”, o livros é comercializado a mais de cem anos e essa é sua obra mais publicada.

Max Weber é considerado um dos três grandes pilares que sustentam o modelo de estudo sociológico atual. Ao lado de dois outros “sociólogos modernos”, Karl Marx e Émile Durkheim, ele interfere diretamente no modo de estudar e analisar a sociologia. A relevância das pesquisas elaboradas por Max Weber o levaram a trabalhar em diversos centros universitários de renome na Alemanha.

A biografia de Max Weber

A biografia de Max Weber tem como seu ponto cronológico inicial o vigésimo primeiro dia do mês de Abril do ano de 1864. O taurino do século XIX é originário da bela cidade de Erfurt, território prússio. De acordo com a biografia de Max Weber, ele foi o primogênito de sete irmãos, carrega o mesmo que nome que seu pai, que além de advogado era político, e sua mãe foi Helene Fallenstein, cuja família era composta de imigrantes.

Consoante com a biografia de Max Weber, os pais dele sempre valorizaram muito os estudos, em decorrência disso, desde muito jovem ele foi cativado a estudar assim como seus irmãos também seriam. O resultado de tanto estímulo intelectual é que seu irmão Alfred também tornaria-se uma figura significativa dentro dos estudos sociológicos, segundo consta em a biografia de Max Weber.

A história de Max Weber

A história de Max Weber nos conta que o sociólogo, aos 18 anos de idade, matriculou-se num curso de bacharelado em direito, em Heidelberg, mesmo instituto de ensino superior que seu pai havia cursado. Por lá ele frequentaria de forma análoga outros cursos de ciências humanas, incluindo teologia e economia, que influenciariam, posteriormente, a mais valorizada de suas obras, como consta em a história de Max Weber.

Onde Max Weber nasceu?

O economista e sociólogo é oriundo do município de Erfurt, na Alemanha.

Onde Max Weber viveu?

Ele passou a maior parte de sua vida dentro de território alemão.

Onde Max Weber estudou?

O período mais importante dos estudos de Max Weber ocorreram na Universidade de Heidelberg, porém obteve seu título de doutor na consagrada Universidade de Berlim.

Dando sequência a história de Max Weber, ele casou-se com Marianne Schnitger, e tornaria-se professor universitário em inúmeras instituições de ensino superior dispersas pela Alemanha. Durante a primeira grande guerra, ele contribuiu assumindo importantes cargos administrativos em hospitais. Conta a história de Max Weber que ele morreu precocemente, aos 56 anos de idade, em decorrência do contágio da gripe espanhola, no décimo quarto dia de Junho de 1920. Porém, dois anos antes do óbito ele foi um dos condutores, por parte da Alemanha, que selaram a paz com o tratado de Versalhes.

A ação social de Max Weber

De forma bem simplificada, podemos apresentar o conceito de ação social, que foi estabelecido pelo sociólogo Max Weber, como sendo um ato que tem como função se relacionar com outra pessoa. Escrever uma carta para alguém é uma ação social, é necessário ter a interação com outro indivíduo para poder ser classificado como ação social. Ele as classifica em quatro grandes grupos, racional com fins, racional com valores, afetivas e tradicionais. O tipo de motivação que geram as relação delas são o que as diferem-se entre si. Sendo respectivamente o meio que visa um fim, os valores que envolvem os agentes da relação, os sentimento e as tradições que envolvem os indivíduos.

A teoria de Max Weber

A teoria de Max Weber tem suas importâncias tanto para a sociologia assim como para um parcela considerável das ciências humanas. Ela baseia-se em tentar entender como funcionam as relações interpessoais que quando vistas de forma coletiva estruturam uma sociedade. O grande diferencial de a teoria de Max Weber são os tipos ideais, que pode ser entendido como o agente que molda o indivíduo.

A teoria de Max Weber não corrobora totalmente com a de K. Marx, na verdade se opõe em grande parte. Para ele as ações sociais sempre são motivadas, e elas sempre ocorrem mediante a interação de indivíduos. Se não houver a comunicação entre dois ou mais sujeitos, não há ação social. O conjunto dessas ações influenciam outras e essa rede de ação acabam formando o corpo de uma sociedade, sendo que cada sociedade tem sua originalidade. A teoria de Max Weber aqui apresentada não tem a intenção de ser rigorosa, mas sim de passar uma ideia de como ela funciona.

As obras de Max Weber

As obras de Max Weber não se resumem a “A ética protestante e o espírito do capitalismo”, como ele sempre foi muito ativo em sua carreira acadêmica, muitos de seus trabalhos acabariam resultando em livros. Sendo que alguma de as obras de Max Weber foram publicados postumamente, graças a colaboração de sua esposa, que inclusive editou uma biografia sobre o sociólogo economista alemão.

Entre as obras de Max Weber existem alguns estudos que trazem relações entre a economia e as grandes religiões. Ele estudou teologia, e nos últimos anos de sua vida dedicou-se a esse tipo de estudo, não conseguiu publicar todas as obras que pretendia a respeito, em decorrência de sua morte precoce. Já as obras de Max Weber que foram compostas no começo de sua carreira tem total vínculo com sua tese de doutorado e os primeiros anos como docente universitário na setor de economia.

Resumo de Max Weber

Podemos então resumir que como acadêmico Max Weber foi brilhante, suas pesquisas revolucionaram a forma de estudar sociologia, e o tornaram um ponto de referência dentro dessa ciência. No campo de atuação ele também teve suas ações políticas, o que não é surpreendente pois seu pai também foi político. Viveu num período conturbado na história, mas sua contribuições foram inúmeras, inclusive para a economia, área em que lecionou durante um período considerável. Apenas lamentável que seu falecimento tenha ocorrido de forma precipitada, pois ele pretendia continuar a contribuir para sociologia, teologia e economia com seus estudos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *