Menu fechado

William Shakespeare

William Shakespeare

William Shakespeare: Quem nunca parafraseou a clássica sentença, “Ser ou não ser…”. Essa frase é de autoria de William Shakespeare, um dos escritores dramaturgos mais famosos de todos os tempos. Obras como “O mercador de Veneza”, “Romeu e Julieta” e “Macbeth” são constantemente adaptadas para diversos formatos como filmes, livros, musicais entre outros; colocando o nome de William Shakespeare sempre em evidência, transcendendo o tempo com sua arte.

Os clássico de William Shakespeare são tão vinculados a língua inglesa que recebem adaptações para que não falantes da língua possam aprendê-la através destas obras.

Uma curiosidade sobre a popularidade de William Shakespeare é que em sua época ele não obteve nem de longe a popularidade que possui hoje. A maior parte de sua vida se passou no século XVI, embora tenha falecido no XVII, mas foi só durante o século XIX que William Shakespeare passou a ser prestigiado como um magnífico dramaturgo. Suas peças, em grande parte, abordam a vida de pessoas importantes para a história, principalmente no início de sua carreira.

A biografia de William Shakespeare

A biografia de William Shakespeare tem como ponto de início cronológico o vigésimo terceiro dia de mês de Abril do ano de 1564. E o taurino é originário da simpática e pequena cidade de Stratford, que fica na Inglaterra. Ele foi fruto do casamento entre Mary Arden, que vinha de uma família aristocrata e John Shakespeare, que além de produzir luvas tinha influência política na cidade, foi vereador e constituiu o corpo da prefeitura municipal. Segundo a biografia de William Shakespeare, ele teve diversos irmãos, oito para ser mais preciso, mas nem todos alcançaram a maioridade.

Segundo a biografia de William Shakespeare, ele de início pode frequentar boas escolas e cursos preparatório, entretanto a decadência econômica de sua família não permitiu que ele completasse sua formação básica. Com isso ele se viu obrigado a trabalhar precocemente. Segundo a biografia de William Shakespeare, ele ao completar dezoito anos casou-se com uma mulher quase uma década mais velha, Anne Hathaway, que aparentemente possuía um alto poder aquisitivo. Juntos eles deram a vida a três filhos.

A história de William Shakespeare

A história de William Shakespeare conta que após o nascimento dos últimos filhos, que eram gêmeos, não se tem relato das atividades do dramaturgo durante os anos seguintes. Essa ausência de registros fazem as pessoas criarem teorias mirabolantes a respeito da identidade do escritor e de suas atividades. Porém, a história de William Shakespeare passa a ter registros novamente no ano de 1952, onde ele participa de uma peça teatral na capital britânica, Londres.

Onde William Shakespeare nasceu?

William Shakespeare é oriundo da pequena cidade de Stratford-Upon-Avon, que pertence ao território inglês

Onde William Shakespeare viveu?

O britânico passou a sua vida inteira, pelo menos na parte que não é oculta, em sua terra natal.

Onde William Shakespeare está enterrado?

O corpo de William Shakespeare foi sepultado em sua cidade natal, a motivo de seu falecimento também é um mistério. Mas uma curiosidade é que sua morte ocorreu no seu aniversário, em 1613, e mesmo dia da morte de Miguel de Cervantes, maior escritor espanhol.

De acordo com a história de William Shakespeare, foi após esse seu ressurgimento em Londres que passou a ser conhecido, começou a compor suas peças, sendo que o período em que elaborou suas maiores peças foi justamente entre 1592 e a data de sua morte. Conta a história de William Shakespeare que enquanto ele enriquecia em Londres, sua esposa ocupava-se e cuidar dos filhos na cidade natal do dramaturgo.

A esposa de William Shakespeare

A esposa de William Shakespeare foi Anne Hathaway, ela era uma moça oito anos mais velha que o marido, vinha de uma família onde o pai era fazendeiro e possuía algumas terras. Ela foi criada numa fazenda próxima da cidade natal do escritor. A diferença de idade entre eles levanta a hipótese de que o casamento foi forçado, por parte da família dela, e a fato dela estar grávida antes do casamento reforça essa especulação. Eles juntos tiveram três filhos, Susanna, a primogênita que nasceu meses após o casamento, que ocorreu em 1582. E um casal de gêmeos, Judith e Hamnet, sendo que esse último morreu com um pouco mais de dez anos de idade. As duas moças se casaram.

As Obras de William Shakespeare

Dentre as obras de William Shakespeare “Hamlet” é uma das mais populares. Ela se passa em solo Dinamarquês e a história se desenrola em torno do desejo de vingança do príncipe Hamlet. Que teve o pai assassinado pelo tio, que usurpou o trono de seu irmão e ainda por cima casou com a rainha. Há quem diga que essa tragédia foi baseada numa figura da mitologia escandinava. A interpretação da história abre muitas possibilidades de debates em diversas áreas, como a religiosa e a filosófica que envolvem essa entre as obras de William Shakespeare.

Entre as obras de William Shakespeare “Macbeth” é uma das que mais tem adaptações; como o teatro, versões televisivas e até mesmo uma adaptação para revistas em quadrinhos. “O mercador de Veneza”, uma bem famosa de as obras de William Shakespeare, levanta muitas polêmicas. Ele, cerca de 400 após confecção é apontado como uma obra xenofóbica, por causa da falta de direitos que os estrangeiros teriam em Veneza naquela época. Entretanto, na idade média e em períodos anteriores realmente havia cidades em que estrangeiros não tinham direito ou não eram considerados cidadãos, a própria cidade de Atenas na Grécia clássica é um exemplo.

Frases de William Shakespeare

As frases de William Shakespeare aqui citadas são dele, mas de forma indireta. Pois elas saíram da boca de seus personagens. “Os covardes morrem muitas vezes antes de sua morte. Os valentes morrem uma única vez.”, essa entre as frases de William Shakespeare pode até mesmo se assemelhar, ou fazer referência, com aquela velha história de que, os covardes vivem mais, até porque evitam mais o confronto que os valentes.

Lógico que não podemos falar das frases de William Shakespeare sem citar a mais famosa delas, que está na obra “Hamlet”: “Ser ou não ser eis a questão”. Essa frase além de carregar um grande carga filosófica, também trás um debate se o príncipe viu ou não rei na cena, se seria ou não uma “indireta para ele”. O que realmente é difícil, é explicar o porque de entre todas as frases de William Shakespeare, essa é a mais famosa. Pois ela realmente é.

Os poemas de William Shakespeare

Bem mais discretos que as obras teatrais, os poemas de William Shakespeare tem seus espaços também. Ele publicou um livros que trazia 154 sonetos, formato clássico dos poemas, e ele se chamava, curiosamente, “Sonetos”. Não se sabe quando ele os escreveu, porém acredita-se que todos sejam de autoria dele. Já não junto de seu livro, ele também publicou dois poemas eróticos, esses sim ficaram famosos, em que um contava inclusive com a deusa Vênus. Há quem diga que ele foram feitos enquanto um peste assolava a ilha britânica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *